Empatia – Esse Sentimento Mágico !

Empatia – a capacidade de entender e compartilhar os sentimentos do próximo.

Tenho dado de caras com esta palavra, este conceito, em múltiplas fontes, desde podcasts a livros cujo tema seja liderança e coaching. Poder-se-á questionar o que é que este sentimento tem a ver com liderança e equipas de alto-desempenho, ou mesmo, com um ambiente de trabalho seguro e a cultura organizacional.

Antes de mergulharmos no poder que esta “palavra” poderá ter na tua equipa, vamos voltar ao início, directos ao período clássico Grego.

A palavra tem a sua origem na palavra grega empatheia. É a conjunção de em (‘no’) com pathos (‘sentimento’).

No sentimento, a capacidade de estar dentro dos sentimentos do outro, de compartilhar o seu estado emocional.

No livro “Leaders Eat Last” do Simon Sinek, o autor partilha algumas histórias interessantes cujo denominador comum é este sentimento. Numa dessas histórias, um piloto da Força Aérea dos EUA estava a sobrevoar uma equipa de Operações-Especiais de 22 elementos, num ambiente de visibilidade zero quando estes entram em combate.

[Alerta de Spoilers]

Suficiente dizer que o piloto fez o que tinha de fazer, arriscando a sua própria vida porque, só o facto de pensar no que essa equipa de 22 militares estariam a sentir e a enfrentar, foi suficiente. Essa história ressoou em mim, levou-me a um período da minha vida em que fui bombeiro voluntário. Num momento de crise nunca pensamos em nós próprios. É sempre sobre os outros. Entra-se num edifício em chamas quando todos os outros fogem. Saber que alguém estará em pânico, a sofrer, com a vida em risco, isso é o suficiente para se seguir em frente. Isso é empatia pelo próximo, por alguém que até nos é desconhecido.

Ahh, deveríamos de adicionar a esta equação que ninguém recebe um bónus ou um salário? Somos voluntários, recordas-te ?

Pára por um momento !

Pensa nisso.

Sente o poder desse sentimento, desse estado mental.

Agora, de regresso ao teu local de trabalho. Sim, esse sítio onde passas uma grande fatia da tua vida.

Recorda todos os momentos em que te queixaste de um salário miserável ou do bónus que tu pensavas merecer receber só porque realizas o teu trabalho diário de uma forma razoável.

Eu sei, é um tema sensível !

Deixa-me te contar outra história que o Simon Sinek partilha nesse mesmo livro. É sobre um trabalhador fabril, que recebia à hora, e cuja esposa teve uma doença terrível. Esse tipo estava numa situação horrível. Ele precisava de estar lá para auxiliar a sua esposa mas também não se podia dar ao luxo de faltar ao trabalho. Penso que é interessante acrescentar que nessa fábrica se estava a realizar uma grande reforma cultural. O novo dono tinha uma visão totalmente diferente sobre o que os seus colaboradores deveriam sentir sobre o local de trabalho e os seus colegas.

Confiança foi distribuída por toda a força de trabalho. As pessoas começaram realmente a sentir que faziam parte de algo, e que o seu trabalho fazia a diferença. Verdadeiras amizades nasceram. Colegas a preocuparem-se com colegas, ou deveria dizer “Amigos preocupavam-se com amigos”.

Então, os colegas desse tipo dirigiram-se ao departamento de RH e, mesmo sendo contra as políticas da organização, pediram para que lhes fossem descontados dias de férias, em prol desse colega que estava a necessitar de estar ausente do trabalho.

Eles tomaram essa decisão mesmo sem pensar nos seus bónus anuais, ou em mais dias de férias ou mesmo melhores salários.

Vá lá, eu sei que isso também é importante, não estamos no País das Maravilhas.

Mas vê isso como um ciclo redondo, se te preocupas com pessoas, e se as pessoas se preocupam com pessoas, a probabilidade de teres um grande ambiente de trabalho aumenta.

Um melhor ambiente de trabalho é um óptimo alicerce para se construir uma equipa de alto-desempenho.

Uma equipa de alto-desempenho falhará menos deadlines, reduzirá o desperdício ao mínimo, será mais auto-organizada e, bom, terá melhores resultados.

Uma equipa com melhores resultados estará em melhor posição para ser notada pela gestão de topo.

Lembras-te daqueles bónus anuais ou aumentos de salário que querias? É agora que deverás esperar que eles ocorram. (se não ocorrer nenhum desses resultados, então lamento te informar que tens um péssimo empregador!)

E isso tudo começou com o simples facto de existir empatia pelo outro em vez de só pensarmos no nosso umbigo.

É esse o poder da Empatia !!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *